• Tag Archives: Suporte

Wi-Fi EasyMesh unifica fabricantes e facilita a vida de usuários domésticos

Wi-Fi EasyMesh unifica fabricantes e facilita a vida de usuários domésticos

Wi-Fi EasyMesh unifica fabricantes e facilita a vida de usuários domésticos

Wi-Fi EasyMesh chega para unificar redes wifi de fabricantes diferentes

Solução harmonizada da indústria agora disponível para redes Wi-Fi inteligentes de fácil utilização, auto-organizadas.

Austin, TX – 14 de maio de 2018 – A Wi-Fi Alliance ® introduz o Wi-Fi CERTIFIED EasyMesh ™ , trazendo redes eficientes e auto-organizadas que oferecem uma ampla cobertura de serviço Wi-Fi ®uniforme .

Construído com base na promessa do Wi-Fi CERTIFIED ™, o Wi-Fi EasyMesh ™ oferece uma abordagem baseada em padrões para a implantação de redes adaptáveis ​​compostas de múltiplos pontos de acesso de diferentes fornecedores, ampliando a cobertura Wi-Fi uniforme e aprimorando o desempenho em uma área de serviço maior do que é possível com um único ponto de acesso.

O Wi-Fi EasyMesh permite que usuários e provedores de serviços selecionem dispositivos interoperáveis ​​entre diferentes marcas para garantir uma cobertura Wi-Fi rápida, ampla e confiável.

Wi-Fi A tecnologia EasyMesh coordena vários pontos de acesso em uma rede Wi-Fi unificada e inteligente que ajuda, de forma autônoma, todas as áreas da residência a ter uma cobertura Wi-Fi completa.

Como Funciona o Wi-Fi EasyMesh?

Os pontos de acesso se organizam e estabelecem conectividade de rede Wi-Fi de alto desempenho com o mínimo de esforço exigido pelo usuário. Após a configuração inicial simples, o Wi-Fi EasyMesh monitora as condições da rede e se auto-adapta conforme necessário.

Wi-Fi O EasyMesh guia smartphones, tablets e outros dispositivos de usuário para o ponto de acesso ideal, permitindo uma experiência perfeita, mesmo quando se movimenta pela casa.

As redes Wi-Fi EasyMesh acomodam uma maior seleção de dispositivos entre as marcas e também são extensíveis, facilitando a introdução de novos pontos de acesso Wi-Fi EasyMesh em suas redes.

“O Wi-Fi EasyMesh oferece aos provedores de serviços e usuários de Wi-Fi uma abordagem consistente para várias soluções de AP”, disse Edgar Figueroa, presidente e CEO da Wi-Fi Alliance. categoria de produto líder, permitindo um ecossistema forte para dispositivos interoperáveis ​​Wi-Fi CERTIFIED. ”

Wi-Fi O EasyMesh é um programa de certificação da Wi-Fi Alliance focado em pontos de acesso.

Os dispositivos do usuário também experimentam os benefícios das redes EasyMesh Wi-Fi, que oferecem um nível consistente de interoperabilidade entre pontos de acesso e dispositivos clientes.

Outros benefícios de uma solução Wi-Fi CERTIFIED incluem garantias de segurança Wi-Fi e protocolos aceitos, bem como uma experiência confiável com configuração e gerenciamento Wi-Fi EasyMesh, independentemente do fornecedor.

Os provedores de serviços que implantam pontos de acesso Wi-Fi CERTIFIED EasyMesh em residências podem aumentar a satisfação do cliente com seu serviço Wi-Fi.

Além disso, as redes Wi-Fi EasyMesh permitem aos clientes adicionem um número apropriado de pontos de acesso Wi-Fi EasyMesh para fornecer a cobertura completa necessária em casa.

Fonte: Wi-Fi Alliance – Acessado em 15/05/2018 – às 19:00

Wi-Fi EasyMesh unifica fabricantes e facilita a vida de usuários domésticos

Wi-Fi EasyMesh chega para unificar redes wifi de fabricantes diferentes

Solução harmonizada da indústria agora disponível para redes Wi-Fi inteligentes de fácil utilização, auto-organizadas.

Austin, TX – 14 de maio de 2018 – A Wi-Fi Alliance ® introduz o Wi-Fi CERTIFIED EasyMesh ™ , trazendo redes eficientes e auto-organizadas que oferecem uma ampla cobertura de serviço Wi-Fi ®uniforme .

Construído com base na promessa do Wi-Fi CERTIFIED ™, o Wi-Fi EasyMesh ™ oferece uma abordagem baseada em padrões para a implantação de redes adaptáveis ​​compostas de múltiplos pontos de acesso de diferentes fornecedores, ampliando a cobertura Wi-Fi uniforme e aprimorando o desempenho em uma área de serviço maior do que é possível com um único ponto de acesso.

O Wi-Fi EasyMesh permite que usuários e provedores de serviços selecionem dispositivos interoperáveis ​​entre diferentes marcas para garantir uma cobertura Wi-Fi rápida, ampla e confiável.

Wi-Fi A tecnologia EasyMesh coordena vários pontos de acesso em uma rede Wi-Fi unificada e inteligente que ajuda, de forma autônoma, todas as áreas da residência a ter uma cobertura Wi-Fi completa.

Como Funciona o Wi-Fi EasyMesh?

Os pontos de acesso se organizam e estabelecem conectividade de rede Wi-Fi de alto desempenho com o mínimo de esforço exigido pelo usuário. Após a configuração inicial simples, o Wi-Fi EasyMesh monitora as condições da rede e se auto-adapta conforme necessário.

Wi-Fi O EasyMesh guia smartphones, tablets e outros dispositivos de usuário para o ponto de acesso ideal, permitindo uma experiência perfeita, mesmo quando se movimenta pela casa.

As redes Wi-Fi EasyMesh acomodam uma maior seleção de dispositivos entre as marcas e também são extensíveis, facilitando a introdução de novos pontos de acesso Wi-Fi EasyMesh em suas redes.

“O Wi-Fi EasyMesh oferece aos provedores de serviços e usuários de Wi-Fi uma abordagem consistente para várias soluções de AP”, disse Edgar Figueroa, presidente e CEO da Wi-Fi Alliance. categoria de produto líder, permitindo um ecossistema forte para dispositivos interoperáveis ​​Wi-Fi CERTIFIED. ”

Wi-Fi O EasyMesh é um programa de certificação da Wi-Fi Alliance focado em pontos de acesso.

Os dispositivos do usuário também experimentam os benefícios das redes EasyMesh Wi-Fi, que oferecem um nível consistente de interoperabilidade entre pontos de acesso e dispositivos clientes.

Outros benefícios de uma solução Wi-Fi CERTIFIED incluem garantias de segurança Wi-Fi e protocolos aceitos, bem como uma experiência confiável com configuração e gerenciamento Wi-Fi EasyMesh, independentemente do fornecedor.

Os provedores de serviços que implantam pontos de acesso Wi-Fi CERTIFIED EasyMesh em residências podem aumentar a satisfação do cliente com seu serviço Wi-Fi.

Além disso, as redes Wi-Fi EasyMesh permitem aos clientes adicionem um número apropriado de pontos de acesso Wi-Fi EasyMesh para fornecer a cobertura completa necessária em casa.

Fonte: Wi-Fi Alliance – Acessado em 15/05/2018 – às 19:00

Cloudflare lança servidor de DNS público e promete velocidade

Cloudflare lança servidor de DNS público e promete velocidade

Conheça o servidor DNS da Cloudflare

DNS: Diretório da Internet

Quase tudo na internet começa com uma requisição DNS. DNS é o diretório da internet. Clique em um link, abra um app, envie um e-mail e a primeira coisa que seu dispositivo fará é perguntar ao diretório: Onde posso encontrar isso?

Infelizmente, por padrão, o DNS é lento e inseguro. Seu provedor de internet, e qualquer outra pessoa na rede, pode ver cada site que você visita e todo aplicativo que você usa — mesmo que o conteúdo seja criptografado. Espantosamente, alguns provedores de DNS vendem seus dados sobre sua atividade na internet ou usa esses dados para lhe fornecer anúncios.

Nós achamos isso bem sujo. Se você também acha, agora você tem uma alternativa: 1.1.1.1

Privacidade em primeiro lugar: Garantido.

Nós nunca venderemos seus dados ou os usaremos para oferecer anúncios.Ponto final.

Nós nunca vamos registrar seu endereço de IP (a maneira que as empresas usam para te identificar). E nós não estamos dizendo isso da boca pra fora. A KPMG realiza auditorias em nossos sistemas todo ano para garantir que estamos cumprindo com o que prometemos.

Francamente, nós não queremos saber o que você está fazendo na internet – não é da nossa conta – e nós tomamos providências técnicas para garantir que nós não consigamos.

Mais rápido que qualquer outra coisa.

28% mais rápido, na verdade.

Nós projetamos o 1.1.1.1 para ser o diretório DNS mais rápido da internet. Não só dizemos isso. O monitor independente de DNS DNSPerfposicionou o 1.1.1.1 como o serviço de DNS mais rápido do mundo.

Já que praticamente tudo na internet começa com uma requisição DNS, escolher o diretório DNS mais rápido em todos seus dispositivos vai acelerar quase tudo que você faz online.

Nós projetamos o 1.1.1.1 para ser o diretório DNS mais rápido da internet. Não só dizemos isso. O monitor independente de DNS DNSPerfposicionou o 1.1.1.1 como o serviço de DNS mais rápido do mundo.

Já que praticamente tudo na internet começa com uma requisição DNS, escolher o diretório DNS mais rápido em todos seus dispositivos vai acelerar quase tudo que você faz online.

Configure no PC

Configurar o 1.1.1.1 leva dois minutos e não precisa de habilidades técnicas ou software específico. Mesmo que você seja um iniciante em computadores, escolha um dispositivo abaixo para um passo-a-passo fácil de seguir.

  1. Clique no Menu Iniciar, e então clique em Painel de Controle.
  2. Clique em Rede e Internet.
  3. Clique em Mudar Configurações do Adaptador.
  4. Clique com o botão direito na rede Wi-Fi que você está conectado, e então clique em Propriedades.
  5. Selecione Protocolo de Internet Versão 4 (ou Versão 6 se desejar).
  6. Clique em Propriedades.
  7. Anote quaisquer entradas de servidores DNS, para referências futuras.
  8. Clique em Usar os seguintes servidores DNS.
  9. Substituia esses endereços pelos endereços do servidor DNS 1.1.1.1:
    • Para IPv4: 1.1.1.1 e 1.0.0.1
    • Para IPv6: 2606:4700:4700::1111 e 2606:4700:4700::1001
  10. Clique em OK, e então Fechar.
  11. Reinicie seu navegador.
  12. Pronto! Seu dispositivo agora tem um servidor DNS mais rápido e mais privado ✌✌

Configure no Linux

Ainda que os passos a seguir sejam para o Ubuntu, a maioria das distribuições Linux configuram as preferências de DNS através do Gerenciador de Redes. Alternativamente, suas configurações DNS podem ser especificadas em /etc/resolv.conf

  1. Clique no ícone de Aplicações na barra de menu à esquerda.
  2. Clique em Configurações, e então em Redes.
  3. Encontre sua conexão com a internet no painel à direita, e então clique no ícone de engrenagem .
  4. Clique na aba IPv4 ou IPv6 para ver suas configurações DNS.
  5. Coloque o toggle de “Automático” na entrada de DNS Desligado.
  6. Coloque os endereços DNS do 1.1.1.1 nos campos de DNS:

    • Para IPv4: 1.0.0.1 e 1.0.0.1
    • Para IPv6: 2606:4700:4700::1111 e 2606:4700:4700::1001
  7. Clique em Aplicar, e então reinicie seu navegador.
  8. Pronto! Seu dispositivo agora tem um servidor DNS mais rápido e mais privado ✌✌

Configurando no Roteador

A configuração do seu roteador pode variar. Consulte o manual para mais informações.

  1. Conecte na sua rede wireless preferida.
  2. No navegador, entre no endereço de IP do gateway do seu roteador. Ex.: http://192.168.0.1
  3. Se necessário, entre com o nome de usuário e senha. Essa informação normalmente está escrita na parte traseira do roteador.
  4. Na página de configuração do roteador, encontre as configurações de Servidor DNS.
  5. Anote quaisquer entradas de servidor DNS, para referências futuras.
  6. Substituia esses endereços pelos endereços do DNS 1.1.1.1:
    • Para IPv4: 1.1.1.1 e 1.0.0.1
    • Para IPv6: 2606:4700:4700::1111 e 2606:4700:4700::1001
  7. Salve suas configurações e então reinicie seu navegador.
  8. Pronto! Seu dispositivo agora tem um servidor DNS mais rápido e mais privado ✌✌

Quem está por trás disso?

1.1.1.1 é uma parceira entre Cloudflare e APNIC.

Cloudflare possui uma das mais maiores e mais rápidas redes de internet do mundo. APNIC é uma organização sem fins lucrativos que gerencia alocação de endereços de IP para as regiões da Ásia-Pacífico e Oceania.

Cloudflare tinha a rede. APNIC tinha o endereço de IP (1.1.1.1). Ambos estávamos motivados pela missão de construir uma internet melhor. Você pode ler mais sobre a motivação de cada organização em nossos respectivos posts: Cloudflare Blog / APNIC Blog.

Maiores informações aqui

https://www.cloudflare.com/br/dns/

Conheça o servidor DNS da Cloudflare

DNS: Diretório da Internet

Quase tudo na internet começa com uma requisição DNS. DNS é o diretório da internet. Clique em um link, abra um app, envie um e-mail e a primeira coisa que seu dispositivo fará é perguntar ao diretório: Onde posso encontrar isso?

Infelizmente, por padrão, o DNS é lento e inseguro. Seu provedor de internet, e qualquer outra pessoa na rede, pode ver cada site que você visita e todo aplicativo que você usa — mesmo que o conteúdo seja criptografado. Espantosamente, alguns provedores de DNS vendem seus dados sobre sua atividade na internet ou usa esses dados para lhe fornecer anúncios.

Nós achamos isso bem sujo. Se você também acha, agora você tem uma alternativa: 1.1.1.1

Privacidade em primeiro lugar: Garantido.

Nós nunca venderemos seus dados ou os usaremos para oferecer anúncios.Ponto final.

Nós nunca vamos registrar seu endereço de IP (a maneira que as empresas usam para te identificar). E nós não estamos dizendo isso da boca pra fora. A KPMG realiza auditorias em nossos sistemas todo ano para garantir que estamos cumprindo com o que prometemos.

Francamente, nós não queremos saber o que você está fazendo na internet – não é da nossa conta – e nós tomamos providências técnicas para garantir que nós não consigamos.

Mais rápido que qualquer outra coisa.

28% mais rápido, na verdade.

Nós projetamos o 1.1.1.1 para ser o diretório DNS mais rápido da internet. Não só dizemos isso. O monitor independente de DNS DNSPerfposicionou o 1.1.1.1 como o serviço de DNS mais rápido do mundo.

Já que praticamente tudo na internet começa com uma requisição DNS, escolher o diretório DNS mais rápido em todos seus dispositivos vai acelerar quase tudo que você faz online.

Nós projetamos o 1.1.1.1 para ser o diretório DNS mais rápido da internet. Não só dizemos isso. O monitor independente de DNS DNSPerfposicionou o 1.1.1.1 como o serviço de DNS mais rápido do mundo.

Já que praticamente tudo na internet começa com uma requisição DNS, escolher o diretório DNS mais rápido em todos seus dispositivos vai acelerar quase tudo que você faz online.

Configure no PC

Configurar o 1.1.1.1 leva dois minutos e não precisa de habilidades técnicas ou software específico. Mesmo que você seja um iniciante em computadores, escolha um dispositivo abaixo para um passo-a-passo fácil de seguir.

  1. Clique no Menu Iniciar, e então clique em Painel de Controle.
  2. Clique em Rede e Internet.
  3. Clique em Mudar Configurações do Adaptador.
  4. Clique com o botão direito na rede Wi-Fi que você está conectado, e então clique em Propriedades.
  5. Selecione Protocolo de Internet Versão 4 (ou Versão 6 se desejar).
  6. Clique em Propriedades.
  7. Anote quaisquer entradas de servidores DNS, para referências futuras.
  8. Clique em Usar os seguintes servidores DNS.
  9. Substituia esses endereços pelos endereços do servidor DNS 1.1.1.1:
    • Para IPv4: 1.1.1.1 e 1.0.0.1
    • Para IPv6: 2606:4700:4700::1111 e 2606:4700:4700::1001
  10. Clique em OK, e então Fechar.
  11. Reinicie seu navegador.
  12. Pronto! Seu dispositivo agora tem um servidor DNS mais rápido e mais privado ✌✌

Configure no Linux

Ainda que os passos a seguir sejam para o Ubuntu, a maioria das distribuições Linux configuram as preferências de DNS através do Gerenciador de Redes. Alternativamente, suas configurações DNS podem ser especificadas em /etc/resolv.conf

  1. Clique no ícone de Aplicações na barra de menu à esquerda.
  2. Clique em Configurações, e então em Redes.
  3. Encontre sua conexão com a internet no painel à direita, e então clique no ícone de engrenagem .
  4. Clique na aba IPv4 ou IPv6 para ver suas configurações DNS.
  5. Coloque o toggle de “Automático” na entrada de DNS Desligado.
  6. Coloque os endereços DNS do 1.1.1.1 nos campos de DNS:

    • Para IPv4: 1.0.0.1 e 1.0.0.1
    • Para IPv6: 2606:4700:4700::1111 e 2606:4700:4700::1001
  7. Clique em Aplicar, e então reinicie seu navegador.
  8. Pronto! Seu dispositivo agora tem um servidor DNS mais rápido e mais privado ✌✌

Configurando no Roteador

A configuração do seu roteador pode variar. Consulte o manual para mais informações.

  1. Conecte na sua rede wireless preferida.
  2. No navegador, entre no endereço de IP do gateway do seu roteador. Ex.: http://192.168.0.1
  3. Se necessário, entre com o nome de usuário e senha. Essa informação normalmente está escrita na parte traseira do roteador.
  4. Na página de configuração do roteador, encontre as configurações de Servidor DNS.
  5. Anote quaisquer entradas de servidor DNS, para referências futuras.
  6. Substituia esses endereços pelos endereços do DNS 1.1.1.1:
    • Para IPv4: 1.1.1.1 e 1.0.0.1
    • Para IPv6: 2606:4700:4700::1111 e 2606:4700:4700::1001
  7. Salve suas configurações e então reinicie seu navegador.
  8. Pronto! Seu dispositivo agora tem um servidor DNS mais rápido e mais privado ✌✌

Quem está por trás disso?

1.1.1.1 é uma parceira entre Cloudflare e APNIC.

Cloudflare possui uma das mais maiores e mais rápidas redes de internet do mundo. APNIC é uma organização sem fins lucrativos que gerencia alocação de endereços de IP para as regiões da Ásia-Pacífico e Oceania.

Cloudflare tinha a rede. APNIC tinha o endereço de IP (1.1.1.1). Ambos estávamos motivados pela missão de construir uma internet melhor. Você pode ler mais sobre a motivação de cada organização em nossos respectivos posts: Cloudflare Blog / APNIC Blog.

Maiores informações aqui

https://www.cloudflare.com/br/dns/

Advanced IP Scanner – Saiba quem está na sua rede

Advanced IP Scanner - Saiba quem está na sua rede

Advanced IP Scanner - Saiba quem está na sua rede

Advanced IP Scanner uma excelente alternativa fácil e gratuita para você descobrir endereços IP e MAC em sua rede

O Advanced IP Scanner é um scanner de rede gratuito, rápido e poderoso, com uma interface amigável. Em questão de segundos, o Advanced IP Scanner pode localizar todos os computadores em sua rede local com ou sem fio e realizar uma varredura de suas portas. O programa fornece acesso fácil a vários recursos de rede, como HTTP, HTTPS, FTP e pastas compartilhadas. Também permite detectar todos os endereços IP da sua rede Wi-Fi.

O recurso de desligamento remoto do PC permite que você desligue qualquer computador remoto ou grupo de computadores que executam o Windows. Você também pode ativar essas máquinas remotamente usando o Advanced IP Scanner, se as placas de rede suportarem a função Wake-On-LAN.

RDP

Você pode verificar os recursos do RDP e acessá-los diretamente do programa, bem como executar os comandos ping, tracert e SSH em um computador selecionado. Também é possível iniciar o programa diretamente do instalador sem a necessidade de instalação manual.

No geral, o Advanced IP Scanner é um scanner IP rápido, robusto e fácil de usar. Pode localizar todos os computadores na sua rede e fornece acesso fácil aos seus vários recursos, seja HTTP, HTTPS, FTP ou pastas compartilhadas. O aplicativo foi projetado com uma interface simples e intuitiva que pode ser navegada por usuários de todos os níveis de especialização.

Principais Recursos:

  • Acesso fácil aos compartilhamentos de rede
  • Controle remoto de computadores via RDP
    Radmin
  • Descoberta de endereços em MAC
  • Ligar/desligar computadores em rede remotamente
  • Exportar para CSV
  • Sem necessidade de instalação

https://www.advanced-ip-scanner.com/br/

Advanced IP Scanner - Saiba quem está na sua rede

Advanced IP Scanner - Saiba quem está na sua rede

Advanced IP Scanner uma excelente alternativa fácil e gratuita para você descobrir endereços IP e MAC em sua rede

O Advanced IP Scanner é um scanner de rede gratuito, rápido e poderoso, com uma interface amigável. Em questão de segundos, o Advanced IP Scanner pode localizar todos os computadores em sua rede local com ou sem fio e realizar uma varredura de suas portas. O programa fornece acesso fácil a vários recursos de rede, como HTTP, HTTPS, FTP e pastas compartilhadas. Também permite detectar todos os endereços IP da sua rede Wi-Fi.

O recurso de desligamento remoto do PC permite que você desligue qualquer computador remoto ou grupo de computadores que executam o Windows. Você também pode ativar essas máquinas remotamente usando o Advanced IP Scanner, se as placas de rede suportarem a função Wake-On-LAN.

RDP

Você pode verificar os recursos do RDP e acessá-los diretamente do programa, bem como executar os comandos ping, tracert e SSH em um computador selecionado. Também é possível iniciar o programa diretamente do instalador sem a necessidade de instalação manual.

No geral, o Advanced IP Scanner é um scanner IP rápido, robusto e fácil de usar. Pode localizar todos os computadores na sua rede e fornece acesso fácil aos seus vários recursos, seja HTTP, HTTPS, FTP ou pastas compartilhadas. O aplicativo foi projetado com uma interface simples e intuitiva que pode ser navegada por usuários de todos os níveis de especialização.

Principais Recursos:

  • Acesso fácil aos compartilhamentos de rede
  • Controle remoto de computadores via RDP
    Radmin
  • Descoberta de endereços em MAC
  • Ligar/desligar computadores em rede remotamente
  • Exportar para CSV
  • Sem necessidade de instalação

https://www.advanced-ip-scanner.com/br/

Advanced IP Scanner - Saiba quem está na sua rede

WSUS e Windows 10 – Reconhecendo corretamente

WSUS e Windows 10 - Reconhecendo corretamente

WSUS e Windows 10 – Reconhecendo corretamente

Atualmente o Windows 10 está sendo reconhecido pelo WSUS como Windows Vista, um problema semelhante a este também ocorreu nas versões do Windows 8 e Windows 8.1, onde os mesmos eram reconhecidos como Windows 6.1 e como fazer com que o WSUS e Windows 10 sejam reconhecidos corretamente?

Para fazer com que o WSUS reconheça o Windows 10 como Windows 10 será necessário executar alguns procedimentos, será um pouquinho chato, mas nada difícil.

Feche a interface do WSUS e realize o download/instalação dos 2 KBs abaixo no servidor WSUS.

2720211 -> 2734608

Problemas corrigidos nesta atualização

Os seguintes artigos da Base de Dados de Conhecimento da Microsoft descrevem os problemas que estão incluídos nesta atualização:

  • 2530678 O System Center Update Publisher não publica atualizações personalizadas para um computador se o WSUS 3.0 SP2 e o .NET Framework 4.0 estão instalados
  • 2530709 As atualizações “Apenas Metadados” não podem ser expiradas ou revisadas no WSUS 3.0 SP2

Esta atualização reforça os canais de comunicação do WSUS. Isso inclui confiar somente nos arquivos que são emitidos pela autoridade de certificação do Microsoft Update.

Problemas conhecidos

  • Se você usar o recurso Publicação Local a partir de um console remoto do WSUS, quando o Servidor WSUS for atualizado com essa atualização, os consoles WSUS remotos também deverão ser atualizados para garantir que as versões da API correspondam.
  • Considere o seguinte cenário:
    • Você se conecta ao Windows Update através de um proxy de rede que utiliza a inspeção de conteúdo HTTPS ou SSL.
    • É um servidor intermediário entre o tráfego SSL do cliente e do Windows Update.

Após ter instalado os 2 KBs, instale as 2 ferramentas abaixo para o SQL.

MS ODBC Driver 11 for SQL Server -> MS Command Line Utilities 11 for SQL Server

Realize o download deste sql e modifique a extensão para .sql, salve o arquivo no C:\. Só por precaução realize o backup do banco WSUS

Para executarmos o script sql.sql que está salvo no C:\, abra o CMD e navegue até o diretório C:\Program Files\Microsoft SQL Server\Client SDK\ODBC\110\Tools\Binn e execute o comando SQLCMD.EXE -S np:\\.\pipe\MSSQL$MICROSOFT##SSEE\sql\query -i c:\SQL.sql >c:\output.txt será gerado um arquivo de saída onde você poderá acompanhar a execução do comando.

Caso dê algum erro de permissão, será necessário abrir o CMD como Administrador Local ou logar no servidor como Administrador local, eu não dei permissão ao meu usuário de rede para acessar o banco de dados WSUS, sendo assim, tive que logar como Administrador Local para conseguir executar o comando.

Após finalizar a execução do comando, basta abrir o WSUS e poderá ver a sistema operacional como Windows 10.

Windows 1 no WSUS

Fonte: Evoluir com TI – Acessado em 02/09/2017 às 15:10

WSUS e Windows 10 – Reconhecendo corretamente

Atualmente o Windows 10 está sendo reconhecido pelo WSUS como Windows Vista, um problema semelhante a este também ocorreu nas versões do Windows 8 e Windows 8.1, onde os mesmos eram reconhecidos como Windows 6.1 e como fazer com que o WSUS e Windows 10 sejam reconhecidos corretamente?

Para fazer com que o WSUS reconheça o Windows 10 como Windows 10 será necessário executar alguns procedimentos, será um pouquinho chato, mas nada difícil.

Feche a interface do WSUS e realize o download/instalação dos 2 KBs abaixo no servidor WSUS.

2720211 -> 2734608

Problemas corrigidos nesta atualização

Os seguintes artigos da Base de Dados de Conhecimento da Microsoft descrevem os problemas que estão incluídos nesta atualização:

  • 2530678 O System Center Update Publisher não publica atualizações personalizadas para um computador se o WSUS 3.0 SP2 e o .NET Framework 4.0 estão instalados
  • 2530709 As atualizações “Apenas Metadados” não podem ser expiradas ou revisadas no WSUS 3.0 SP2

Esta atualização reforça os canais de comunicação do WSUS. Isso inclui confiar somente nos arquivos que são emitidos pela autoridade de certificação do Microsoft Update.

Problemas conhecidos

  • Se você usar o recurso Publicação Local a partir de um console remoto do WSUS, quando o Servidor WSUS for atualizado com essa atualização, os consoles WSUS remotos também deverão ser atualizados para garantir que as versões da API correspondam.
  • Considere o seguinte cenário:
    • Você se conecta ao Windows Update através de um proxy de rede que utiliza a inspeção de conteúdo HTTPS ou SSL.
    • É um servidor intermediário entre o tráfego SSL do cliente e do Windows Update.

Após ter instalado os 2 KBs, instale as 2 ferramentas abaixo para o SQL.

MS ODBC Driver 11 for SQL Server -> MS Command Line Utilities 11 for SQL Server

Realize o download deste sql e modifique a extensão para .sql, salve o arquivo no C:\. Só por precaução realize o backup do banco WSUS

Para executarmos o script sql.sql que está salvo no C:\, abra o CMD e navegue até o diretório C:\Program Files\Microsoft SQL Server\Client SDK\ODBC\110\Tools\Binn e execute o comando SQLCMD.EXE -S np:\\.\pipe\MSSQL$MICROSOFT##SSEE\sql\query -i c:\SQL.sql >c:\output.txt será gerado um arquivo de saída onde você poderá acompanhar a execução do comando.

Caso dê algum erro de permissão, será necessário abrir o CMD como Administrador Local ou logar no servidor como Administrador local, eu não dei permissão ao meu usuário de rede para acessar o banco de dados WSUS, sendo assim, tive que logar como Administrador Local para conseguir executar o comando.

Após finalizar a execução do comando, basta abrir o WSUS e poderá ver a sistema operacional como Windows 10.

Windows 1 no WSUS

Fonte: Evoluir com TI – Acessado em 02/09/2017 às 15:10

Utilitário de atualização de driver Intel

Utilitário de atualização de driver Intel

Atualize seus drivers com o Utilitário de atualização de driver Intel ®

O Utilitário de atualização de driver Intel ® mantém o seu sistema atualizado, pois ele detecta quais atualizações de drivers são relevantes para o seu computador.

Descubra mais sobre drivers e por que você deve instalar este aplicativo.

NOTA: este aplicativo não é compatível com versões mais antigas do Internet Explorer. Recomendamos que você use IE v10 ou mais recente, navegador Firefox ou Chrome.

Fazer download e executar

Etapa 1: Fazer download e executar

Faça o download agora para começar. Quando terminar, execute o instalador para começar.

Fazer o download agora

Instalar

Etapa 2: Instalar

Siga os prompts da tela para instalar o software.

Inicialização e varredura

Etapa 3: Inicialização e varredura

Abra o Utilitário de atualização de driver Intel® para encontrar os drivers mais recentes.

A Intel fornece versões genéricas de drivers para propósitos gerais.

O fabricante do seu computador pode ter alterado os recursos, incorporado personalizações ou feito outras mudanças ao seu driver.

A Intel recomenda que você entre em contato com o fabricante do computador para obter as atualizações específicas do seu sistema e as informações técnicas de suporte mais recentes.

Este utilitário identifica o driver da Intel e as atualizações de drivers de terceiros para uma variedade de produtos Intel®, como Intel® Desktop Boards, Intel® NUC e Intel® Compute Sticks, e torna facilita o download e a instalação desses drivers.

O Utilitário de atualização de driver Intel® suporta as versões de 32 bits e 64 bits do Microsoft Windows 7*, Windows 8*, Windows 8.1* e Windows® 10.

Se o seu sistema operacional não for compatível, visite o site Centro de Downloads Intel® para encontrar drivers disponíveis.

Atualize seus drivers com o Utilitário de atualização de driver Intel ®

O Utilitário de atualização de driver Intel ® mantém o seu sistema atualizado, pois ele detecta quais atualizações de drivers são relevantes para o seu computador.

Descubra mais sobre drivers e por que você deve instalar este aplicativo.

NOTA: este aplicativo não é compatível com versões mais antigas do Internet Explorer. Recomendamos que você use IE v10 ou mais recente, navegador Firefox ou Chrome.

Fazer download e executar

Etapa 1: Fazer download e executar

Faça o download agora para começar. Quando terminar, execute o instalador para começar.

Fazer o download agora

Instalar

Etapa 2: Instalar

Siga os prompts da tela para instalar o software.

Inicialização e varredura

Etapa 3: Inicialização e varredura

Abra o Utilitário de atualização de driver Intel® para encontrar os drivers mais recentes.

A Intel fornece versões genéricas de drivers para propósitos gerais.

O fabricante do seu computador pode ter alterado os recursos, incorporado personalizações ou feito outras mudanças ao seu driver.

A Intel recomenda que você entre em contato com o fabricante do computador para obter as atualizações específicas do seu sistema e as informações técnicas de suporte mais recentes.

Este utilitário identifica o driver da Intel e as atualizações de drivers de terceiros para uma variedade de produtos Intel®, como Intel® Desktop Boards, Intel® NUC e Intel® Compute Sticks, e torna facilita o download e a instalação desses drivers.

O Utilitário de atualização de driver Intel® suporta as versões de 32 bits e 64 bits do Microsoft Windows 7*, Windows 8*, Windows 8.1* e Windows® 10.

Se o seu sistema operacional não for compatível, visite o site Centro de Downloads Intel® para encontrar drivers disponíveis.

Acesso Remoto: Compare alternativas

Acesso Remoto: Compare alternativas

Acesso Remoto: Compare alternativas

Acesso Remoto: Compare alternativas

O termo “Suporte Remoto” (ou Acesso Remoto) é, atualmente, utilizado para descrever ferramentas de TI, serviços ou software que permita um técnico informático ou qualquer tipo de representante de uma atividade de suporte a possibilidade de se conectar a um computador remoto através da Internet, e assim controlar e trabalhar diretamente sobre o referido sistema tecnológico, independentemente da distância física que separa ambos.

Apesar de o seu propósito principal ser o acesso a computadores localizados em qualquer parte do mundo, as aplicações de suporte remoto são encaradas como ferramentas do negócio de assistência técnica, englobando funcionalidades como Partilha de Desktop, transferência de ficheiros, sincronização de ficheiros, Mensagens Instantâneas ou Linhas de comando – Opções colocadas ao serviço dos técnicos, para que possam solucionar as ocorrências relatadas pelos clientes.

Benefícios

A tecnologia de Suporte Remoto permite, naturalmente, a redução dos custos fixos de qualquer centro de helpdesk ou provedor de serviços de assistência – nomeadamente os custos associados a deslocações.

A tecnologia atual permite a intervenção direta num qualquer sistema operativo, anulando por completo as distâncias físicas entre todos os intervenientes. Funcionalidades e ferramentas como as mensagens instantâneas, o VoIP ou a Partilha de Desktop possibilitam procedimentos de diagnóstico e assistência equiparáveis a uma intervenção no local.

Confiram alternativas:

TeamViewer

O TeamViewer é um pacote de software proprietário para acesso remoto, compartilhamento de área de trabalho, conferência online e transferência de arquivos entre computadores. O programa opera dentro dos sistemas operacionais: Microsoft Windows, OS X, Linux, iOS, Android , Windows RTe Windows Phone.

Também é possível aceder a uma máquina com Team Viewer via navegador web.

Enquanto o foco principal da aplicação é o acesso remoto a computadores, também estão incluídos recursos de colaboração e de apresentação. O TeamViewer GmbG foi fundado em 2005 na cidade de Uhingen, Alemanha. É um parceiro unificado com a empresa de software GFI.

Segurança

Apesar de vários pontos positivos a ferramenta é constantemente alvo de crackers e hackers que violam a licença da ferramenta podendo prejudicar aqueles que a utilizam legitimamente acreditando estarem 100% seguros. Sendo alvos fáceis destes piratas cibernéticos.


VNC

Virtual Network Computing (ou somente VNC) é um sistema de compartilhamento gráfico de desktop que usa o Remote Frame Buffer protocol(RFB) para remotamente controlar outro computador. Através deste protocolo um usuário pode conectar-se a um computador remotamente, e utilizar as suas funcionalidades visuais como se estivesse sentado em frente do computador.

Algumas das aplicações práticas incluem a ‘assistência remota’ ao usuário remoto.

Uma das grandes vantagens é poder fazer a conexão de diferentes ambientes UNIX (Linux e outros) em WinNT (Windows X).

VNC é independente da plataforma – há clientes e servidores para muitos GUI-based sistemas operacionais e para Java[1]. Multiplos clientes se conectam ao VNC server ao mesmo tempo. Geralmente essa tecnologia é usada para suporte técnico remoto e acesso de arquivos em um computador de trabalho de um computador de casa, ou vice-versa.

Segurança

Por padrão, RFB não é um protocolo seguro. Enquanto senhas não são enviadas em texto simples, a quebra pode ser bem sucedida se ambos a chave de criptografia e senha codificados são revelados da rede.

Por essa razão é recomendado uma senha de pelo menos 8 caracteres. Por outro lado há apenas um limite de 8 caracteres em algumas versões de VNC; se uma senha é enviada excedendo 8 caracteres, o excesso é removido e as strings truncadas são comparadas a senha.


LogMein

LogMeIn é uma suite de Software que fornece acesso remoto a computadores através da Internet. As diversas versões foram projetados para usuários finais e para os profissionais de suporte técnico.

Segurança

  • Os técnicos podem se conectar a qualquer dispositivo em segundos
  • Desempenho confiável com tempo de atividade de +99,99%
  • Todas as sessões são protegidas por segurança de transporte TLS 1.2 com criptografia AES de 256 bits

Join.Me

O join.me é uma ferramenta de colaboração projetada para acabar com processos, políticas e protocolos sem sentido com apenas um clique. Ajudamos você, sua equipe e sua empresa oferecendo uma forma de colaboração simples, instantânea e contínua.

Segurança

O join.me leva sua segurança muito a sério. Por isso, desenvolvemos o join.me com a mesma tecnologia de segurança usada por bancos online e sites de compra.

Embora o padrão aceitável atual seja a criptografia TLS (Transport Layer Security) de 128 bits para envio e recebimento de informações confidenciais, o join.me dobra a proteção de seus dados com uma criptografia TLS de 256 bits, tratando-os com a mesma segurança da sua conta bancária. 

Nada é armazenado

Nenhuma das imagens, arquivos ou dados compartilhados durante suas reuniões são armazenados em nossos servidores. Se você usar a gravação como parte da assinatura PRO ou BUSINESS, as informações serão criptografadas. O que é seu é seu.

Proteção aleatória

Ao optar por não usar um link personalizado de reunião (disponível somente com o join.me PRO), o join.me fornece um código aleatório atribuído a cada reunião para garantir uma conexão segura de compartilhamento de tela. Com o código de reunião mudando toda vez, você não precisa se preocupar com convidados indesejados. 


Cisco WebEx

O WebEx foi pioneiro na área de reuniões on-line e agora, com o apoio do desempenho e confiabilidade da Cisco, permanecemos à frente da concorrência, superando obstáculos. Clique, toque ou deslize para realizar suas tarefas. 

Cada produto do Cisco WebEx faz parte de um ecossistema interoperável de soluções para trabalhar em equipe com outras pessoas de maneira remota. Enquanto a maioria dos produtos podem ser adquiridos e utilizados sozinhos, os produtos do WebEx podem ser combinados e personalizados de acordo com as suas necessidades. 

Segurança

A segurança é uma grande preocupação de todas as empresas, e a segurança rigorosa dos produtos WebEx é um dos nossos pontos fortes. Isto é importante quando você está representando a si mesmo e a sua empresa para terceiros e compartilhando conteúdos importantes on-line. Todos os seus eventos, treinamentos e produtos de suporte remoto do WebEx são protegidos por uma rede altamente confiável e segura. 

A Cisco WebEx Cloud é uma rede de escala empresarial projetada especificamente para o fornecimento altamente seguro de aplicativos sob demanda. Ela oferece uma arquitetura escalável, disponibilidade confiável e segurança com várias camadas para o usuário validadas por rigorosas auditorias independentes, entre elas a SSAE-16 e a ISO 27001.

 


Windows Remote Desktop

O conceito básico por trás do Windows Remote Desktop é permitir que os usuários assumam controle remoto do computador em seu escritórios para que possam trabalhar de casa. Por isso, embora todas as versões do Windows (Basic, Home, etc) possam estabelecer uma conexão e controlar um PC, só as versões Professional, Business e Ultimate podem ser controladas. 
Baseado no protocolo da ITU T.share (conhecido como T.128), a primeira versão do RDP (chamada versão 4.0) foi introduzida com o Terminal Service no Windows NT 4.0 Server, Terminal Server Edition. A versão 5.0 introduzida com o Windows 2000 Server adicionou suporte para alguns recursos incluindo impressão em impressoras locais e foi voltado para melhorar o uso da banda. A versão 5.1, lançada com o Windows XP inclui vários recursos como suporte a cor em 24-bits e som.
Embora esta ferramenta da Microsoft não suporte o verdadeiro compartilhamento de telas (a tela da máquina controlada fica preta) da forma como fazem serviços como o TeamViewer e Join.Me, ela é gratuita, faz parte do Windows, é rápida e permite controle remoto completo sobre um PC.

Segurança

Criptografia de 128 bits, usando o algoritmo de criptografia RC4. (Esta é a segurança padrão, clientes mais antigos podem usar criptografias menos fortes.)

Acesso Remoto: Compare alternativas

Acesso Remoto: Compare alternativas

O termo “Suporte Remoto” (ou Acesso Remoto) é, atualmente, utilizado para descrever ferramentas de TI, serviços ou software que permita um técnico informático ou qualquer tipo de representante de uma atividade de suporte a possibilidade de se conectar a um computador remoto através da Internet, e assim controlar e trabalhar diretamente sobre o referido sistema tecnológico, independentemente da distância física que separa ambos.

Apesar de o seu propósito principal ser o acesso a computadores localizados em qualquer parte do mundo, as aplicações de suporte remoto são encaradas como ferramentas do negócio de assistência técnica, englobando funcionalidades como Partilha de Desktop, transferência de ficheiros, sincronização de ficheiros, Mensagens Instantâneas ou Linhas de comando – Opções colocadas ao serviço dos técnicos, para que possam solucionar as ocorrências relatadas pelos clientes.

Benefícios

A tecnologia de Suporte Remoto permite, naturalmente, a redução dos custos fixos de qualquer centro de helpdesk ou provedor de serviços de assistência – nomeadamente os custos associados a deslocações.

A tecnologia atual permite a intervenção direta num qualquer sistema operativo, anulando por completo as distâncias físicas entre todos os intervenientes. Funcionalidades e ferramentas como as mensagens instantâneas, o VoIP ou a Partilha de Desktop possibilitam procedimentos de diagnóstico e assistência equiparáveis a uma intervenção no local.

Confiram alternativas:

TeamViewer

O TeamViewer é um pacote de software proprietário para acesso remoto, compartilhamento de área de trabalho, conferência online e transferência de arquivos entre computadores. O programa opera dentro dos sistemas operacionais: Microsoft Windows, OS X, Linux, iOS, Android , Windows RTe Windows Phone.

Também é possível aceder a uma máquina com Team Viewer via navegador web.

Enquanto o foco principal da aplicação é o acesso remoto a computadores, também estão incluídos recursos de colaboração e de apresentação. O TeamViewer GmbG foi fundado em 2005 na cidade de Uhingen, Alemanha. É um parceiro unificado com a empresa de software GFI.

Segurança

Apesar de vários pontos positivos a ferramenta é constantemente alvo de crackers e hackers que violam a licença da ferramenta podendo prejudicar aqueles que a utilizam legitimamente acreditando estarem 100% seguros. Sendo alvos fáceis destes piratas cibernéticos.


VNC

Virtual Network Computing (ou somente VNC) é um sistema de compartilhamento gráfico de desktop que usa o Remote Frame Buffer protocol(RFB) para remotamente controlar outro computador. Através deste protocolo um usuário pode conectar-se a um computador remotamente, e utilizar as suas funcionalidades visuais como se estivesse sentado em frente do computador.

Algumas das aplicações práticas incluem a ‘assistência remota’ ao usuário remoto.

Uma das grandes vantagens é poder fazer a conexão de diferentes ambientes UNIX (Linux e outros) em WinNT (Windows X).

VNC é independente da plataforma – há clientes e servidores para muitos GUI-based sistemas operacionais e para Java[1]. Multiplos clientes se conectam ao VNC server ao mesmo tempo. Geralmente essa tecnologia é usada para suporte técnico remoto e acesso de arquivos em um computador de trabalho de um computador de casa, ou vice-versa.

Segurança

Por padrão, RFB não é um protocolo seguro. Enquanto senhas não são enviadas em texto simples, a quebra pode ser bem sucedida se ambos a chave de criptografia e senha codificados são revelados da rede.

Por essa razão é recomendado uma senha de pelo menos 8 caracteres. Por outro lado há apenas um limite de 8 caracteres em algumas versões de VNC; se uma senha é enviada excedendo 8 caracteres, o excesso é removido e as strings truncadas são comparadas a senha.


LogMein

LogMeIn é uma suite de Software que fornece acesso remoto a computadores através da Internet. As diversas versões foram projetados para usuários finais e para os profissionais de suporte técnico.

Segurança

  • Os técnicos podem se conectar a qualquer dispositivo em segundos
  • Desempenho confiável com tempo de atividade de +99,99%
  • Todas as sessões são protegidas por segurança de transporte TLS 1.2 com criptografia AES de 256 bits

Join.Me

O join.me é uma ferramenta de colaboração projetada para acabar com processos, políticas e protocolos sem sentido com apenas um clique. Ajudamos você, sua equipe e sua empresa oferecendo uma forma de colaboração simples, instantânea e contínua.

Segurança

O join.me leva sua segurança muito a sério. Por isso, desenvolvemos o join.me com a mesma tecnologia de segurança usada por bancos online e sites de compra.

Embora o padrão aceitável atual seja a criptografia TLS (Transport Layer Security) de 128 bits para envio e recebimento de informações confidenciais, o join.me dobra a proteção de seus dados com uma criptografia TLS de 256 bits, tratando-os com a mesma segurança da sua conta bancária. 

Nada é armazenado

Nenhuma das imagens, arquivos ou dados compartilhados durante suas reuniões são armazenados em nossos servidores. Se você usar a gravação como parte da assinatura PRO ou BUSINESS, as informações serão criptografadas. O que é seu é seu.

Proteção aleatória

Ao optar por não usar um link personalizado de reunião (disponível somente com o join.me PRO), o join.me fornece um código aleatório atribuído a cada reunião para garantir uma conexão segura de compartilhamento de tela. Com o código de reunião mudando toda vez, você não precisa se preocupar com convidados indesejados. 


Cisco WebEx

O WebEx foi pioneiro na área de reuniões on-line e agora, com o apoio do desempenho e confiabilidade da Cisco, permanecemos à frente da concorrência, superando obstáculos. Clique, toque ou deslize para realizar suas tarefas. 

Cada produto do Cisco WebEx faz parte de um ecossistema interoperável de soluções para trabalhar em equipe com outras pessoas de maneira remota. Enquanto a maioria dos produtos podem ser adquiridos e utilizados sozinhos, os produtos do WebEx podem ser combinados e personalizados de acordo com as suas necessidades. 

Segurança

A segurança é uma grande preocupação de todas as empresas, e a segurança rigorosa dos produtos WebEx é um dos nossos pontos fortes. Isto é importante quando você está representando a si mesmo e a sua empresa para terceiros e compartilhando conteúdos importantes on-line. Todos os seus eventos, treinamentos e produtos de suporte remoto do WebEx são protegidos por uma rede altamente confiável e segura. 

A Cisco WebEx Cloud é uma rede de escala empresarial projetada especificamente para o fornecimento altamente seguro de aplicativos sob demanda. Ela oferece uma arquitetura escalável, disponibilidade confiável e segurança com várias camadas para o usuário validadas por rigorosas auditorias independentes, entre elas a SSAE-16 e a ISO 27001.

 


Windows Remote Desktop

O conceito básico por trás do Windows Remote Desktop é permitir que os usuários assumam controle remoto do computador em seu escritórios para que possam trabalhar de casa. Por isso, embora todas as versões do Windows (Basic, Home, etc) possam estabelecer uma conexão e controlar um PC, só as versões Professional, Business e Ultimate podem ser controladas. 
Baseado no protocolo da ITU T.share (conhecido como T.128), a primeira versão do RDP (chamada versão 4.0) foi introduzida com o Terminal Service no Windows NT 4.0 Server, Terminal Server Edition. A versão 5.0 introduzida com o Windows 2000 Server adicionou suporte para alguns recursos incluindo impressão em impressoras locais e foi voltado para melhorar o uso da banda. A versão 5.1, lançada com o Windows XP inclui vários recursos como suporte a cor em 24-bits e som.
Embora esta ferramenta da Microsoft não suporte o verdadeiro compartilhamento de telas (a tela da máquina controlada fica preta) da forma como fazem serviços como o TeamViewer e Join.Me, ela é gratuita, faz parte do Windows, é rápida e permite controle remoto completo sobre um PC.

Segurança

Criptografia de 128 bits, usando o algoritmo de criptografia RC4. (Esta é a segurança padrão, clientes mais antigos podem usar criptografias menos fortes.)

WSUS Fora do domino como fazer

WSUS Fora do domino como fazer

WSUS Fora do domino como fazer

Este programa ajuda a usar o Windows Server Update Service (WSUS) em um computador, sem a necessidade de manipular o registro ou o uso de GPOs.

WSUS Fora do domino como fazerWSUS Fora do domino como fazer

Características:

  • fácil de usar
    • nenhum registo ou manipulação gpo
    • um executável -> nenhuma configuração necessária
  • configurações de backup para restaurar o estado anterior
  • configuração Exportar para um arquivo * .reg
    • aplicar as mesmas configurações em vários clientes
    • configurações de arquivos

Você também pode usar essa ferramenta em um domínio Microsoft.

Mais informações sobre o Serviço de Atualização Microsoft Windows Server:
http://technet.microsoft.com/en-us/wsus/default.aspx

O WSUS (Windows Server Update Service) permite que os administradores de tecnologia da informação implantem as atualizações mais recentes dos produtos da Microsoft.

Com o WSUS, os administradores podem gerenciar totalmente a distribuição de atualizações lançadas pelo Microsoft Update entre os computadores na rede. Este tópico fornece uma visão geral dessa função de servidor, além de mais informações sobre como implantar e manter o WSUS.

O servidor do WSUS fornece os recursos necessários aos administradores para gerenciar e distribuir atualizações por meio de um console de gerenciamento. Além disso, um servidor do WSUS pode ser a fonte de atualização de outros servidores do WSUS na organização.

O servidor do WSUS que atua como fonte de atualização é chamado de servidor upstream. Em uma implementação do WSUS, pelo menos um servidor do WSUS na rede precisa se conectar ao Microsoft Update para obter as informações de atualizações disponíveis. O administrador pode determinar, com base na segurança e configuração da rede, quantos outros servidores se conectam diretamente ao Microsoft Update.

Outras dicas aqui

 

Fonte: CodePlex – Acessado em 12/05/2017

 

WSUS Fora do domino como fazer

Este programa ajuda a usar o Windows Server Update Service (WSUS) em um computador, sem a necessidade de manipular o registro ou o uso de GPOs.

WSUS Fora do domino como fazerWSUS Fora do domino como fazer

Características:

  • fácil de usar
    • nenhum registo ou manipulação gpo
    • um executável -> nenhuma configuração necessária
  • configurações de backup para restaurar o estado anterior
  • configuração Exportar para um arquivo * .reg
    • aplicar as mesmas configurações em vários clientes
    • configurações de arquivos

Você também pode usar essa ferramenta em um domínio Microsoft.

Mais informações sobre o Serviço de Atualização Microsoft Windows Server:
http://technet.microsoft.com/en-us/wsus/default.aspx

O WSUS (Windows Server Update Service) permite que os administradores de tecnologia da informação implantem as atualizações mais recentes dos produtos da Microsoft.

Com o WSUS, os administradores podem gerenciar totalmente a distribuição de atualizações lançadas pelo Microsoft Update entre os computadores na rede. Este tópico fornece uma visão geral dessa função de servidor, além de mais informações sobre como implantar e manter o WSUS.

O servidor do WSUS fornece os recursos necessários aos administradores para gerenciar e distribuir atualizações por meio de um console de gerenciamento. Além disso, um servidor do WSUS pode ser a fonte de atualização de outros servidores do WSUS na organização.

O servidor do WSUS que atua como fonte de atualização é chamado de servidor upstream. Em uma implementação do WSUS, pelo menos um servidor do WSUS na rede precisa se conectar ao Microsoft Update para obter as informações de atualizações disponíveis. O administrador pode determinar, com base na segurança e configuração da rede, quantos outros servidores se conectam diretamente ao Microsoft Update.

Outras dicas aqui

 

Fonte: CodePlex – Acessado em 12/05/2017

 

Sincronizar relógios das estações em rede

Sincronizar relógios das estações em rede

Sincronizar relógios das estações em rede

Há muitas razões que um administrador de rede pode querer sincronizar relógios das estações em rede com Windows em todo o domínio do Active Directory e a melhor forma de fazer este processo de uma forma mais automática possível é criando uma GPO…

As configurações de horário, apesar de muitas vezes passarem despercebidas tem relacionamento direto com o funcionamento de diversas aplicações.

Exemplos de aplicações que necessitam data e hora funcionando corretamente e sincronizada:

– Microsoft Exchange

– ERP’s

– CRM’s

Em servidores Windows podemos utilizar o comando nativo w32tm para fazer algumas verificações e também definir algumas configurações. Alguns exemplos:

Verificar a origem do sincronismo de horário, ou seja, com quem o seu servidor está sincronizando o horário:

w32tm /query /source

Para obter informações detalhadas a respeito das configurações de horário execute:

w32tm /query /configuration

Para definir manualmente com qual ntp server (servidor de horário) o seu servidor irá sincronizar o horário execute:

w32tm /config /manualpeerlist:”c.ntp.br b.ntp.br a.ntp.br” /syncfromflags:manual /update

No exemplo acima defini os servidores (a.ntp.br, b.ntp.br e c.ntpbr) disponibilizados pelo Observatório Nacional e pelo NIC.br através do ntp.br. Nesta situação, a consulta é feita via Internet, então devem haver liberações prévias no Firewall para que o sincronismo ocorra.

No caso de um ambiente de rede que tenha Active Directory, para forçar que as estações sincronizem o horário com a hierarquia de dominio execute:

w32tm /config /syncfromflags:domhier /update

Após a execução de algum dos comandos acima é interessante parar e iniciar o serviço Windows Time utilizando os comandos abaixo, até mesmo para acelerar o processo:

net stop w32time

net start w32time

 

Ou 

Como sincronizar a hora em um computador membro de um domínio do Active Directory

  1. Clique em Iniciar, para Todos os programas, aponte para Acessórios e clique em Prompt de comando.
  2. Digite w32tm /resync e pressione ENTER.

Como sincronizar um servidor de tempo interno com uma fonte externa

  1. Clique em Iniciar, para Todos os programas, aponte para Acessórios e clique em Prompt de comando.
  2. Digite a seguinte linha, onde peerlist é uma lista separada por espaço de nomes DNS ou endereços IP das fontes de tempo adequadas e pressione ENTER:
    w32tm /config /syncfromflags:manual /manualpeerlist:peerlist
  3. Digite w32tm /config /update e pressione ENTER.

Observações

  • O uso mais comum deste procedimento é sincronizar a fonte de tempo autoritativa da rede interna com uma fonte de tempo externa muito precisa. No entanto, é possível executar este procedimento em qualquer computador baseado em Windows XP.
  • Se o computador não pode atingir os servidores, o procedimento não tem êxito e uma entrada é registrada no Log de eventos.
  • É possível usar computadores na Internet para oferecer informações de tempo precisas. Por exemplo, use o National Institute of Standards and Technology (NIST), que oferece o serviço de Tempo da Rede NIST.

Como configurar serviços

Como iniciar, parar, pausar, retomar ou reiniciar um serviço

Observação Você deve estar conectado como administrador ou membro do grupo de Administradores para concluir este procedimento. Se o computador estiver conectado a uma rede, as configurações da diretiva de rede também poderão impedir a conclusão deste procedimento.

  1. Clique em Iniciar, em Painel de controle, em Desempenho e manutenção, em Ferramentas administrativas e clique duas vezes em Serviços.
  2. No painel Detalhes, clique no serviço.
  3. No menu Ação, clique em Iniciar, Parar, Pausar, Retomar ou Reiniciar.
  4. Para configurar os parâmetros de inicialização de um serviço, clique com o botão direito no serviço, clique em Propriedades e digite os parâmetros na caixa Iniciar parâmetros antes de clicar em Iniciar. Estas configurações são usadas apenas uma vez e não são salvas. Uma barra invertida (\) é tratada como um caractere de saída; digite duas barras invertidas para cada barra invertida em um parâmetro.

Observações

  • Se você parar, iniciar ou reiniciar um serviço, qualquer serviço dependente também é afetado.
  • Alterar as configurações de serviço padrão pode evitar que os principais serviços funcionem corretamente. Tenha cuidado ao alterar as configurações Tipo de inicialização e Entrar como para serviços configurados para iniciar automaticamente.

Configurar como um serviço é iniciado

Observação Você deve estar conectado como um administrador ou um membro do grupo de Administradores para concluir este procedimento. Se o computador estiver conectado a uma rede, as configurações da diretiva de rede também poderão impedir a conclusão deste procedimento.

  1. Clique em Iniciar, em Painel de controle, em Desempenho e manutenção, em Ferramentas administrativas e clique duas vezes em Serviços.
  2. Clique com o botão direito no serviço que você deseja configurar e clique em Propriedades.
  3. Clique na guia Geral e, na caixa Tipo de inicialização, clique em Automático, Manual ou Desativado.
  4. Para especificar a conta de usuário que o serviço pode utilizar para entrar, clique na guia Entrar e use um dos seguintes métodos:
    • Para especificar que o serviço use a conta LocalSystem, clique em Conta do sistema local.
    • Para especificar que o serviço usa a conta LocalService, clique em Esta conta e digite NT AUTHORITY\LocalService.
    • Para especificar que o serviço usa a conta NetworkService, clique em Esta conta e digite NT AUTHORITY\NetworkService.
    • Para especificar outra conta, clique em Esta conta, em Procurar e especifique uma conta de usuário na caixa de diálogo Selecionar usuário. Ao concluir, clique em OK.
  5. Digite a senha para a conta de usuário na caixa Senha e na caixa Confirmar senha e clique em OK.

Observações

  • Alterar as configurações de serviço padrão pode evitar que os principais serviços funcionem corretamente. Tenha cuidado ao alterar as configurações Tipo de inicialização e Entrar como para serviços configurados para iniciar automaticamente.
  • Se você habilitar ou desabilitar um serviço e encontrar um problema para iniciar o computador, você pode iniciar o computador no modo de Segurança. É possível alterar a configuração de serviço ou restaurar a configuração padrão.
  • Se você marcar a caixa de seleção Permitir que o serviço interaja com a área de trabalho, o serviço é configurado para fornecer uma interface do usuário em uma área de trabalho. Este recurso está disponível apenas se você clicar em Conta do sistema local e apenas se o serviço está configurado para interagir com a área de trabalho.

Resolução de problemas

Clientes não sincronizados com servidores podem ocorrer se o serviço de Tempo do Windows foi interrompido manualmente. Para resolver este problema, inicie o serviço de Tempo do Windows.

Para iniciar o serviço de Tempo do Windows:

  1. Clique em Iniciar, para Todos os programas, aponte para Acessórios e clique em Prompt de comando.
  2. Digite net start w32time e pressione ENTER.

Fonte: Technet – Acessado em 12/05/2017

Sincronizar relógios das estações em rede

Há muitas razões que um administrador de rede pode querer sincronizar relógios das estações em rede com Windows em todo o domínio do Active Directory e a melhor forma de fazer este processo de uma forma mais automática possível é criando uma GPO…

As configurações de horário, apesar de muitas vezes passarem despercebidas tem relacionamento direto com o funcionamento de diversas aplicações.

Exemplos de aplicações que necessitam data e hora funcionando corretamente e sincronizada:

– Microsoft Exchange

– ERP’s

– CRM’s

Em servidores Windows podemos utilizar o comando nativo w32tm para fazer algumas verificações e também definir algumas configurações. Alguns exemplos:

Verificar a origem do sincronismo de horário, ou seja, com quem o seu servidor está sincronizando o horário:

w32tm /query /source

Para obter informações detalhadas a respeito das configurações de horário execute:

w32tm /query /configuration

Para definir manualmente com qual ntp server (servidor de horário) o seu servidor irá sincronizar o horário execute:

w32tm /config /manualpeerlist:”c.ntp.br b.ntp.br a.ntp.br” /syncfromflags:manual /update

No exemplo acima defini os servidores (a.ntp.br, b.ntp.br e c.ntpbr) disponibilizados pelo Observatório Nacional e pelo NIC.br através do ntp.br. Nesta situação, a consulta é feita via Internet, então devem haver liberações prévias no Firewall para que o sincronismo ocorra.

No caso de um ambiente de rede que tenha Active Directory, para forçar que as estações sincronizem o horário com a hierarquia de dominio execute:

w32tm /config /syncfromflags:domhier /update

Após a execução de algum dos comandos acima é interessante parar e iniciar o serviço Windows Time utilizando os comandos abaixo, até mesmo para acelerar o processo:

net stop w32time

net start w32time

 

Ou 

Como sincronizar a hora em um computador membro de um domínio do Active Directory

  1. Clique em Iniciar, para Todos os programas, aponte para Acessórios e clique em Prompt de comando.
  2. Digite w32tm /resync e pressione ENTER.

Como sincronizar um servidor de tempo interno com uma fonte externa

  1. Clique em Iniciar, para Todos os programas, aponte para Acessórios e clique em Prompt de comando.
  2. Digite a seguinte linha, onde peerlist é uma lista separada por espaço de nomes DNS ou endereços IP das fontes de tempo adequadas e pressione ENTER:
    w32tm /config /syncfromflags:manual /manualpeerlist:peerlist
  3. Digite w32tm /config /update e pressione ENTER.

Observações

  • O uso mais comum deste procedimento é sincronizar a fonte de tempo autoritativa da rede interna com uma fonte de tempo externa muito precisa. No entanto, é possível executar este procedimento em qualquer computador baseado em Windows XP.
  • Se o computador não pode atingir os servidores, o procedimento não tem êxito e uma entrada é registrada no Log de eventos.
  • É possível usar computadores na Internet para oferecer informações de tempo precisas. Por exemplo, use o National Institute of Standards and Technology (NIST), que oferece o serviço de Tempo da Rede NIST.

Como configurar serviços

Como iniciar, parar, pausar, retomar ou reiniciar um serviço

Observação Você deve estar conectado como administrador ou membro do grupo de Administradores para concluir este procedimento. Se o computador estiver conectado a uma rede, as configurações da diretiva de rede também poderão impedir a conclusão deste procedimento.

  1. Clique em Iniciar, em Painel de controle, em Desempenho e manutenção, em Ferramentas administrativas e clique duas vezes em Serviços.
  2. No painel Detalhes, clique no serviço.
  3. No menu Ação, clique em Iniciar, Parar, Pausar, Retomar ou Reiniciar.
  4. Para configurar os parâmetros de inicialização de um serviço, clique com o botão direito no serviço, clique em Propriedades e digite os parâmetros na caixa Iniciar parâmetros antes de clicar em Iniciar. Estas configurações são usadas apenas uma vez e não são salvas. Uma barra invertida (\) é tratada como um caractere de saída; digite duas barras invertidas para cada barra invertida em um parâmetro.

Observações

  • Se você parar, iniciar ou reiniciar um serviço, qualquer serviço dependente também é afetado.
  • Alterar as configurações de serviço padrão pode evitar que os principais serviços funcionem corretamente. Tenha cuidado ao alterar as configurações Tipo de inicialização e Entrar como para serviços configurados para iniciar automaticamente.

Configurar como um serviço é iniciado

Observação Você deve estar conectado como um administrador ou um membro do grupo de Administradores para concluir este procedimento. Se o computador estiver conectado a uma rede, as configurações da diretiva de rede também poderão impedir a conclusão deste procedimento.

  1. Clique em Iniciar, em Painel de controle, em Desempenho e manutenção, em Ferramentas administrativas e clique duas vezes em Serviços.
  2. Clique com o botão direito no serviço que você deseja configurar e clique em Propriedades.
  3. Clique na guia Geral e, na caixa Tipo de inicialização, clique em Automático, Manual ou Desativado.
  4. Para especificar a conta de usuário que o serviço pode utilizar para entrar, clique na guia Entrar e use um dos seguintes métodos:
    • Para especificar que o serviço use a conta LocalSystem, clique em Conta do sistema local.
    • Para especificar que o serviço usa a conta LocalService, clique em Esta conta e digite NT AUTHORITY\LocalService.
    • Para especificar que o serviço usa a conta NetworkService, clique em Esta conta e digite NT AUTHORITY\NetworkService.
    • Para especificar outra conta, clique em Esta conta, em Procurar e especifique uma conta de usuário na caixa de diálogo Selecionar usuário. Ao concluir, clique em OK.
  5. Digite a senha para a conta de usuário na caixa Senha e na caixa Confirmar senha e clique em OK.

Observações

  • Alterar as configurações de serviço padrão pode evitar que os principais serviços funcionem corretamente. Tenha cuidado ao alterar as configurações Tipo de inicialização e Entrar como para serviços configurados para iniciar automaticamente.
  • Se você habilitar ou desabilitar um serviço e encontrar um problema para iniciar o computador, você pode iniciar o computador no modo de Segurança. É possível alterar a configuração de serviço ou restaurar a configuração padrão.
  • Se você marcar a caixa de seleção Permitir que o serviço interaja com a área de trabalho, o serviço é configurado para fornecer uma interface do usuário em uma área de trabalho. Este recurso está disponível apenas se você clicar em Conta do sistema local e apenas se o serviço está configurado para interagir com a área de trabalho.

Resolução de problemas

Clientes não sincronizados com servidores podem ocorrer se o serviço de Tempo do Windows foi interrompido manualmente. Para resolver este problema, inicie o serviço de Tempo do Windows.

Para iniciar o serviço de Tempo do Windows:

  1. Clique em Iniciar, para Todos os programas, aponte para Acessórios e clique em Prompt de comando.
  2. Digite net start w32time e pressione ENTER.

Fonte: Technet – Acessado em 12/05/2017

Permitir logon através do Terminal (ou Desktop Remoto)

Permitir logon através do Terminal (ou Desktop Remoto)

Permitir logon através do Terminal (ou Desktop Remoto)

Caso você tenha sido contratado por uma empresa para assumir a gerencia de TI e se deparar com o seguinte erro: “Você precisa permitir logon através do Terminal” e não saiba o que fazer, aqui vai una ajuda:

Você está vendo esta mensagem de erro porque o usuário que você está tentando fazer login como não tem as permissões corretas para usar o Remote Desktop. Para corrigir isso, vamos conceder essas permissões para sua conta de usuário. Nota : Tenha cuidado ao seguir estes passos, certifique-se que você siga estes passos, conforme listado aqui.

  1. Primeiro vamos certificar de que sua conta de usuário é um membro do grupo de usuários remotos (Remote Desktop Group) :
    1. Botão direito do mouse, Computador ou Meu Computador e clique em Propriedades;
    2. Clique no Configurações remotas;.
    3. Clique em Selecionar usuários ou Selecionar usuários remotos;
    4. Se o seu nome de usuário não está listado lá, clique em Adicionar e digite seu nome de usuário.
    5. Clique Ok e Ok novamente para fechar as duas caixas de diálogo.
  2. Assim que estiver pronto, tente voltar a conectar. Se conseguir conectar, pare aqui. Se você ainda vê a mensagem de erro continue para a etapa 3.
  3. Estamos quase terminando. A seguir, vamos conceder ao grupo Remote Desktop Users o direito de logon:
    1. Clique Iniciar e clique em Executar . Digite secpol.msc e clique Ok .
    2. A janela Politicas de Segurança deve abrir.
    3. Expanda as Políticas Locais e clique em Atribuição de direitos de utilizador .
    4. No lado direito, clique duas vezes Permitir logon pelos serviços de terminal ou Permitir logon pelos Serviços de Área de Trabalho Remota .
    5. Clique em Adicionar usuário ou grupo e entrar Remote Desktop Users .
    6. Clique Ok e Ok novamente para fechar as duas caixas de diálogo.
    7. Reinicie o PC, aguarde alguns minutos e tente se reconectar.

Permitir logon através do Terminal (ou Desktop Remoto)

Caso você tenha sido contratado por uma empresa para assumir a gerencia de TI e se deparar com o seguinte erro: “Você precisa permitir logon através do Terminal” e não saiba o que fazer, aqui vai una ajuda:

Você está vendo esta mensagem de erro porque o usuário que você está tentando fazer login como não tem as permissões corretas para usar o Remote Desktop. Para corrigir isso, vamos conceder essas permissões para sua conta de usuário. Nota : Tenha cuidado ao seguir estes passos, certifique-se que você siga estes passos, conforme listado aqui.

  1. Primeiro vamos certificar de que sua conta de usuário é um membro do grupo de usuários remotos (Remote Desktop Group) :
    1. Botão direito do mouse, Computador ou Meu Computador e clique em Propriedades;
    2. Clique no Configurações remotas;.
    3. Clique em Selecionar usuários ou Selecionar usuários remotos;
    4. Se o seu nome de usuário não está listado lá, clique em Adicionar e digite seu nome de usuário.
    5. Clique Ok e Ok novamente para fechar as duas caixas de diálogo.
  2. Assim que estiver pronto, tente voltar a conectar. Se conseguir conectar, pare aqui. Se você ainda vê a mensagem de erro continue para a etapa 3.
  3. Estamos quase terminando. A seguir, vamos conceder ao grupo Remote Desktop Users o direito de logon:
    1. Clique Iniciar e clique em Executar . Digite secpol.msc e clique Ok .
    2. A janela Politicas de Segurança deve abrir.
    3. Expanda as Políticas Locais e clique em Atribuição de direitos de utilizador .
    4. No lado direito, clique duas vezes Permitir logon pelos serviços de terminal ou Permitir logon pelos Serviços de Área de Trabalho Remota .
    5. Clique em Adicionar usuário ou grupo e entrar Remote Desktop Users .
    6. Clique Ok e Ok novamente para fechar as duas caixas de diálogo.
    7. Reinicie o PC, aguarde alguns minutos e tente se reconectar.

Definir horário de logon

Definir horário de logon

Definir horário de logon

 

Aplica-se a: Windows Server 2008, Windows Server 2008 R2, Windows Server 2012

Ser membro de Opers. de Conta, Admins. do Domínio, Administrador corporativo ou equivalente é o mínimo necessário para concluir este procedimento. Consulte os detalhes sobre o uso de contas e associações a grupos apropriadas em http://go.microsoft.com/fwlink/?LinkId=83477.

Para configurar horários de logon usando a interface do Windows

  1. Para abrir Usuários e Computadores do Active Directory, clique em Iniciar, clique em Painel de Controle , clique duas vezes em Ferramentas Administrativas e clique duas vezes em Usuários e Computadores do Active Directory.Para abrir Usuários e Computadores do Active Directory em Windows Server® 2012, clique em Iniciar, digite dsa.msc.
  2. Na árvore de console, clique em Usuários.Onde?
    • Usuários e Computadores do Active Directory\nó de domínio\Usuários
  3. Clique com o botão direito do mouse na conta de usuário e clique em Propriedades.
  4. Na guia Conta, clique em Registrar horas e defina o horário de logon permitido ou negado para o usuário.

Considerações adicionais

  • Para executar este procedimento, você deve ser membro do grupo Opers. de Contas, Admins. do Domínio ou Administrador corporativo nos Serviços de Domínio Active Directory, ou a autoridade adequada deve ter sido delegada a você. Como uma prática recomendada de segurança, é aconselhável usar Executar como para executá-lo.
  • Se preferir, para abrir Usuários e Computadores do Active Directory, clique em Iniciar, Executar, e digite dsa.msc.
  • Para modificar o horário de logon de vários usuários, pressione e mantenha a tecla CTRL, e clique em cada usuário. Clique com o botão direito do mouse nos usuários selecionados e clique em Propriedades. Na guia Conta, clique em Registrar horas e defina o horário de logon permitido ou negado para o usuário.
  • Também é possível executar a tarefa deste procedimento usando o Módulo Active Directory para Windows PowerShell. Para abrir o Módulo Active Directory, clique em Iniciar, em Ferramentas Administrativas e, em seguida, em Módulo Active Directory para Windows PowerShell.Para abrir o módulo Active Directory para o Windows PowerShell em Windows Server 2012, abra o Gerenciador de servidores, clique em Ferramentas e em Módulo Active Directory para Windows PowerShell.

    Para obter mais informações, consulte Definir horário de logon(http://go.microsoft.com/fwlink/?LinkId=138373). Para obter mais informações sobre o PowerShell, consulte Windows PowerShell (http://go.microsoft.com/fwlink/?LinkID=102372).

Fonte: TechNet – Acessado em 29/04/2017

Definir horário de logon

 

Aplica-se a: Windows Server 2008, Windows Server 2008 R2, Windows Server 2012

Ser membro de Opers. de Conta, Admins. do Domínio, Administrador corporativo ou equivalente é o mínimo necessário para concluir este procedimento. Consulte os detalhes sobre o uso de contas e associações a grupos apropriadas em http://go.microsoft.com/fwlink/?LinkId=83477.

Para configurar horários de logon usando a interface do Windows

  1. Para abrir Usuários e Computadores do Active Directory, clique em Iniciar, clique em Painel de Controle , clique duas vezes em Ferramentas Administrativas e clique duas vezes em Usuários e Computadores do Active Directory.Para abrir Usuários e Computadores do Active Directory em Windows Server® 2012, clique em Iniciar, digite dsa.msc.
  2. Na árvore de console, clique em Usuários.Onde?
    • Usuários e Computadores do Active Directory\nó de domínio\Usuários
  3. Clique com o botão direito do mouse na conta de usuário e clique em Propriedades.
  4. Na guia Conta, clique em Registrar horas e defina o horário de logon permitido ou negado para o usuário.

Considerações adicionais

  • Para executar este procedimento, você deve ser membro do grupo Opers. de Contas, Admins. do Domínio ou Administrador corporativo nos Serviços de Domínio Active Directory, ou a autoridade adequada deve ter sido delegada a você. Como uma prática recomendada de segurança, é aconselhável usar Executar como para executá-lo.
  • Se preferir, para abrir Usuários e Computadores do Active Directory, clique em Iniciar, Executar, e digite dsa.msc.
  • Para modificar o horário de logon de vários usuários, pressione e mantenha a tecla CTRL, e clique em cada usuário. Clique com o botão direito do mouse nos usuários selecionados e clique em Propriedades. Na guia Conta, clique em Registrar horas e defina o horário de logon permitido ou negado para o usuário.
  • Também é possível executar a tarefa deste procedimento usando o Módulo Active Directory para Windows PowerShell. Para abrir o Módulo Active Directory, clique em Iniciar, em Ferramentas Administrativas e, em seguida, em Módulo Active Directory para Windows PowerShell.Para abrir o módulo Active Directory para o Windows PowerShell em Windows Server 2012, abra o Gerenciador de servidores, clique em Ferramentas e em Módulo Active Directory para Windows PowerShell.

    Para obter mais informações, consulte Definir horário de logon(http://go.microsoft.com/fwlink/?LinkId=138373). Para obter mais informações sobre o PowerShell, consulte Windows PowerShell (http://go.microsoft.com/fwlink/?LinkID=102372).

Fonte: TechNet – Acessado em 29/04/2017

GPOs uteis para utilização rápida e prática

GPOs uteis para utilização rápida e prática

GPOs uteis para utilização rápida e prática

A Group Policy(GPO), é capaz de mudar configurações, restringir ações ou até mesmo distribuir aplicações em seu ambiente de rede. As vantagens são muitas, e podem ser aplicadas em sites, domínios e organizational units(OUs) e algumas GPOs uteis podem ser buscadas e baixadas abaixo.

Se você criou uma OU para cada departamento da sua empresa, poderá então, fazer diferentes configurações de GPO para cada departamento.

Uma das gigantescas tarefas de um administrador de sistemas é gerenciar usuários, grupos e computadores da rede. Imagine você tendo um parque de máquinas com 1500 desktops para gerenciar e precisa mudar uma configuração em todas elas.

A princípio você deve pensar que gastará no mínimo 1 mês para terminar essa tarefa, mas se você estiver em ambiente Windows com Active Directory, essa tarefa não levará mais que alguns minutos através de um recurso chamado Group Policy(GPO).

Alguns exemplos práticos de GPOs:GPOs uteis para utilização rápida e prática

  • PARA BLOQUEAR PROGRAMAS

Criar uma GPO
Editar
\User Configuration\Policies\Administrative Templates\System
Don’t run specified Windows application (dois cliques)
Clique em Enabled
List of disallowed applications (clique em Show…)
cloque o nome dos arquivos que deseja bloquear por exemplo para bloquear
o MSN coloque msnmsgr.exe
Pode ser bloqueado também *.mp3 *.wav etc…

 

  • PARA IMPEDIR A INSTALAÇÃO DE PROGRAMAS

Criar uma GPO
Editar
\User Configuration\Policies\Administrative Templates\Control Panel
Você pode escolher as opções abaixo:
Hide the “Add a program from CD-ROM or floppy disk” option (habilita ou desabilita a
instalação de programas via cd-rom ou floppy)
Hide the “Add programs from Microsoft” option (habilita ou desabilita a
instalação de programas via Microsoft)
Hide the “Add programs from your network” option (habilita ou desabilita a
instalação de programas via rede)

  • PARA RESTRINGIR ACESSO A CONTEÚDOS E SITES

Criar uma GPO
Editar
\User Configuration\Policies\Windows Settings\Internet Explorer Maintenance\Security\
Security Zones and Content Ratings (dois cliques)
Content Ratings
Habilitar Import the current Content Ratings Settings
Clicar em Modify Settings
Ratings ==> Bloqueia por conteúdo
Approved Sites ==> você pode criar uma lista de sites que estão sempre disponíveis ou não disponíveis,
independentemente de como eles são classificados

  • PARA RESTRINGIR ACESSO A INTERNET

Criar uma GPO
Editar
\User Configuration\Policies\Windows Settings\Internet Explorer Maintenance\Connection\
Proxy Settings (dois cliques)
Marque a opção Enable proxy settings coloque no http: 127.10.1.1 port 3333
Caso queira que algum site seja acessado coloque-o em Exceptions

  • PARA RESTRINGIR ACESSO AO PAINEL DE CONTROLE

Criar uma GPO
Editar
\User Configuration\Policies\Administrative Templates\Control Panel
Prohibit access to the Control Panel (dois cliques)
Clique em enabled
Caso deseje habilitar somente alguma opção vá em:
Show only specified Control Panel Items (dois cliques)
Clique em Enabled e logo após em Show em Options

  • PARA DEFINIR UM PAPEL DE PAREDE PARA OS USUÁRIOS

Criar uma GPO
Editar
\User Configuration\Policies\Administrative Templates\Desktop
Desktop Wallpaper (dois cliques)
Clique em Enabled
Em Options Defina o Papel de parede e a forma de apresentação

  • PARA RESTRINGIR O WINDOWS UPDATES

Criar uma GPO
Editar
\User Configuration\Policies\Administrative Templates\System
Windows Autopmatic Updates (dois cliques)
Clique em Disabled

  • PARA MAPEAR UMA UNIDADE DE DISCO

Criar uma GPO
Editar
\User Configuration\Preferences\Windows Settings
Clique com o botão direito em Drive Maps e New Mapped Drive
Action Update
Label as: o caminho do mapeamento
Marque Reconnect
Existing selecione a letra do mapeamento

  • INSTALANDO UMA IMPRESSORA TCP/IP

Criar uma GPO
Editar
\User Configuration\Preferences\Control Panel Settings
Clique com o botão direito Printers – New – Tcp/ip
Informe os dados da impressora

  • INSTALANDO UMA IMPRESSORA MAPEADA NA REDE

Criar uma GPO
Editar
\User Configuration\Preferences\Control Panel Settings
Clique com o botão direito Printers – New – Shared Printer
Informe os dados da impressora

  • PARA DEFINIR O MENU INICIAR XP OU VISTA

Criar uma GPO
Editar
\User Configuration\Preferences\Control Panel Settings
Clique com o botão direito em Start Menu – New –
Defina qual e como será usado

 

Fonte: Thunder Boy  – Acessado em 26/04/2017

GPOs uteis para utilização rápida e prática

A Group Policy(GPO), é capaz de mudar configurações, restringir ações ou até mesmo distribuir aplicações em seu ambiente de rede. As vantagens são muitas, e podem ser aplicadas em sites, domínios e organizational units(OUs) e algumas GPOs uteis podem ser buscadas e baixadas abaixo.

Se você criou uma OU para cada departamento da sua empresa, poderá então, fazer diferentes configurações de GPO para cada departamento.

Uma das gigantescas tarefas de um administrador de sistemas é gerenciar usuários, grupos e computadores da rede. Imagine você tendo um parque de máquinas com 1500 desktops para gerenciar e precisa mudar uma configuração em todas elas.

A princípio você deve pensar que gastará no mínimo 1 mês para terminar essa tarefa, mas se você estiver em ambiente Windows com Active Directory, essa tarefa não levará mais que alguns minutos através de um recurso chamado Group Policy(GPO).

Alguns exemplos práticos de GPOs:GPOs uteis para utilização rápida e prática

  • PARA BLOQUEAR PROGRAMAS

Criar uma GPO
Editar
\User Configuration\Policies\Administrative Templates\System
Don’t run specified Windows application (dois cliques)
Clique em Enabled
List of disallowed applications (clique em Show…)
cloque o nome dos arquivos que deseja bloquear por exemplo para bloquear
o MSN coloque msnmsgr.exe
Pode ser bloqueado também *.mp3 *.wav etc…

 

  • PARA IMPEDIR A INSTALAÇÃO DE PROGRAMAS

Criar uma GPO
Editar
\User Configuration\Policies\Administrative Templates\Control Panel
Você pode escolher as opções abaixo:
Hide the “Add a program from CD-ROM or floppy disk” option (habilita ou desabilita a
instalação de programas via cd-rom ou floppy)
Hide the “Add programs from Microsoft” option (habilita ou desabilita a
instalação de programas via Microsoft)
Hide the “Add programs from your network” option (habilita ou desabilita a
instalação de programas via rede)

  • PARA RESTRINGIR ACESSO A CONTEÚDOS E SITES

Criar uma GPO
Editar
\User Configuration\Policies\Windows Settings\Internet Explorer Maintenance\Security\
Security Zones and Content Ratings (dois cliques)
Content Ratings
Habilitar Import the current Content Ratings Settings
Clicar em Modify Settings
Ratings ==> Bloqueia por conteúdo
Approved Sites ==> você pode criar uma lista de sites que estão sempre disponíveis ou não disponíveis,
independentemente de como eles são classificados

  • PARA RESTRINGIR ACESSO A INTERNET

Criar uma GPO
Editar
\User Configuration\Policies\Windows Settings\Internet Explorer Maintenance\Connection\
Proxy Settings (dois cliques)
Marque a opção Enable proxy settings coloque no http: 127.10.1.1 port 3333
Caso queira que algum site seja acessado coloque-o em Exceptions

  • PARA RESTRINGIR ACESSO AO PAINEL DE CONTROLE

Criar uma GPO
Editar
\User Configuration\Policies\Administrative Templates\Control Panel
Prohibit access to the Control Panel (dois cliques)
Clique em enabled
Caso deseje habilitar somente alguma opção vá em:
Show only specified Control Panel Items (dois cliques)
Clique em Enabled e logo após em Show em Options

  • PARA DEFINIR UM PAPEL DE PAREDE PARA OS USUÁRIOS

Criar uma GPO
Editar
\User Configuration\Policies\Administrative Templates\Desktop
Desktop Wallpaper (dois cliques)
Clique em Enabled
Em Options Defina o Papel de parede e a forma de apresentação

  • PARA RESTRINGIR O WINDOWS UPDATES

Criar uma GPO
Editar
\User Configuration\Policies\Administrative Templates\System
Windows Autopmatic Updates (dois cliques)
Clique em Disabled

  • PARA MAPEAR UMA UNIDADE DE DISCO

Criar uma GPO
Editar
\User Configuration\Preferences\Windows Settings
Clique com o botão direito em Drive Maps e New Mapped Drive
Action Update
Label as: o caminho do mapeamento
Marque Reconnect
Existing selecione a letra do mapeamento

  • INSTALANDO UMA IMPRESSORA TCP/IP

Criar uma GPO
Editar
\User Configuration\Preferences\Control Panel Settings
Clique com o botão direito Printers – New – Tcp/ip
Informe os dados da impressora

  • INSTALANDO UMA IMPRESSORA MAPEADA NA REDE

Criar uma GPO
Editar
\User Configuration\Preferences\Control Panel Settings
Clique com o botão direito Printers – New – Shared Printer
Informe os dados da impressora

  • PARA DEFINIR O MENU INICIAR XP OU VISTA

Criar uma GPO
Editar
\User Configuration\Preferences\Control Panel Settings
Clique com o botão direito em Start Menu – New –
Defina qual e como será usado

 

Fonte: Thunder Boy  – Acessado em 26/04/2017

close
Fonte +-
Contrast