Fiz uma entrevista de emprego e não tive retorno. O que devo fazer?

Essa é uma dúvida muito frequente. Sempre recebo perguntas de clientes em busca de obter esclarecimentos sobre como proceder em caso de terem participado de um processo seletivo, mas não terem obtido resposta. A questão é que eles ficam receosos de contatar o recrutador que realizou a entrevista. Por isso escolhi esse tema para abordar hoje.

Minha primeira dica para você é: aguarde. Sei que você fica ansioso para receber um retorno, mas, antes de tomar qualquer atitude, espere pelo menos quinze dias. Esse é o tempo que o headhunter costuma utilizar para fazer diversas entrevistas e se decidir por alguém que ele considere adequado para ocupar determinada posição.

Caso mais de duas semanas tenham se passado e você esteja certo de que tenha tido uma boa performance na entrevista, mas não tenha havido resposta, é possível que você faça um contato com o profissional de Recursos Humanos que está conduzindo ou já conduziu o processo seletivo.

Se este profissional tornou disponível de alguma forma o e-mail dele para você, minha sugestão é que se faça o envio de uma mensagem. Nesse e-mail, sempre de forma muito sutil, você pode dizer a ele que reitera o seu interesse na vaga pretendida. Ou seja, informe que você continua disponível para ocupar a vaga e que gostaria de saber se ela ainda está aberta.

Outra super dica: não comece a mensagem informando que participou do processo seletivo em uma determinada data, mas que não obteve retorno. Isso pode causar no recrutador a impressão de que você o está cobrando por ele não ter realizado bem o seu trabalho. Sei que é função do entrevistador lhe dar um retorno, ainda que a pessoa escolhida para ocupar a vaga não tenha sido você, mas isto pode demorar ou simplesmente não acontecer. Muitos recrutadores têm uma carga de trabalho absurda e às vezes pecam na hora de dar um retorno.

Caso não tenha recebido desse headhunter um cartão ou ele não tenha tornado o seu contato disponível, você pode procurá-lo no Linkedln. Nessa rede social, é possível realizar uma busca pelo nome e/ou cargo e encaminhar uma mensagem inbox para a pessoa. Ali você pode perguntar a ele sobre o andamento da seleção.

Nessa mensagem, procure reafirmar que você permanece interessado e disponível para ocupar a vaga. Mas atenção: não encha o inbox do recrutador de mensagens. Isso pode irritá-lo e passar uma imagem negativa sobre você, prejudicando a avaliação do seu perfil para a posição, caso ela ainda esteja aberta. Por isso, mande uma mensagem apenas e não fique insistindo.

Uma outra dúvida que surge sempre é a possibilidade de fazer contato telefônico, se essa pessoa forneceu o número a você. Muitos recrutadores não gostam de receber ligações. Inclusive porque elas podem ocorrer em momentos inoportunos. Eu, por exemplo, tenho preferência que se faça contato comigo por outros meios e não por telefone.

Uma exceção para esse caso é quando, na entrevista, o headhunter pessoalmente fornece a você o contato dele. Se você perceber que houve, naquele momento, uma abertura para isso, considere a possibilidade de fazer um contato. Em alguns casos, o próprio recrutador pede que você ligue para ele. Aí, tudo, bem, sem problemas.

Ah! Segue um exemplo para um pedido “elegante” de retorno.

___________________________________________________________________

Olá Tais, tudo bem? Eu sou a Camila Mota que participou de uma entrevista com você há 2 semanas para a vaga de Consultora de Recolocação. Gostei muito do nosso bate-papo e reitero o meu interesse para fazer parte da sua equipe. Continuo disponível para futuras avaliações. Você sabe me dizer se este processo ainda está em aberto?

Grande abraço!

Camila Mota – Psicóloga Especialista em Recolocação

Tais Targa – Top Voices LinkedIn

Psicóloga, Mestre em Educação e Coach de Empregabilidade – Job Hunter. Mentora de Coaches e especialista em Otimização de LinkedIn. Seu histórico profissional engloba empresas tais como: KPMG, FIEP e Universidade Positivo. Atualmente é responsável pela TTarga Carreira e Recolocação, atuando desde 2010 nos serviços de Recolocação Profissional, Transição de Carreira e Coaching. Empreendedora digital, empresária, aficionada por redes sociais, palestrante, autora, mãe e autodidata.

 

Fonte: Linkedin – Acessado em 23/08/2017 – às 19:00

The following two tabs change content below.
Alexandre Queiroz é Carioca legítimo,amante de sua cidade (Rio de Janeiro), muito bem casado, amante de novas Tecnologias, Música Eletrônica, Carros, Viajar, Cachorros e etc. Este site/blog é utilizado somente para compartilhar notícias, guardar soluções próprias, dicas e sem fins lucrativos... É utilizado como hobbie e para armazenar conhecimento.